terça-feira, outubro 11, 2005

Os homens não choram

Acordei onde tinha adormecido, no sofá.
Os olhos estavam submersos por água e as lágrimas caíam obedecendo à gravidade.
O pequeno cão, sentado ao meu lado, lambia essas mesmas lágrimas enquanto gania baixinho.
Fiz-lhe uma festa e depois virei-me de lado. Respirei, tentei que o meu cérebro me obedecesse e me levasse para outro lado…
Mas as lágrimas não pararam.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

esqueceste-te de colocar de quem é... este texto...

3:00 da tarde  
Blogger footprints said...

Não coloco o nome do autor quando os textos são meus.

3:07 da tarde  
Blogger stillforty said...

Sabes? Acontece-me o mesmo, quase todos os dias, metaforicamente falando.

Já regressei à Outra Face do Espelho.

Jinho fofo

8:39 da tarde  
Blogger Mónica said...

E eu adorei footprints. Imagem linda.

***

5:12 da tarde  
Blogger Desconhecida said...

Pensamentos esses malvados que não deixam a nossa alma leve e serena!

9:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

As lágrimas...lavam a cara...

10:28 da manhã  
Blogger Francisca C. said...

Têm vida própria (as lágrimas).

11:50 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home